Kaleydos

Edital de R$ 1,6 milhão apoia aceleradoras e negócios de impacto socioambiental

Educação está entre as áreas elegíveis no processo capitaneado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento e o Instituto Cidadania Empresarial

Para apoiar o desenvolvimento e estruturação de negócios de impacto e também fortalecer a atuação de aceleradoras e incubadoras no país, o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) e o ICE (Instituto Cidadania Empresarial) abriram uma chamada de R$ 1,6 milhão para o financiamento de negócios de impacto socioambiental.

Até o dia 18 de maio, aceleradoras e incubadoras de negócios de impacto com sede no Brasil e que tenham atuação na área podem se inscrever na chamada.

Para participar, as aceleradoras e incubadoras devem operar há pelo menos dois anos e já ter em seu portfólio pelo menos quatro negócios de impacto. Na inscrição, elas podem apresentar até sete negócios de impacto social do seu portfólio que:

– Sejam formalmente constituídos e exerçam atividades compatíveis com seu CNPJ;
– Não tenham recebido recursos da edição 2017 da Chamada ICE-BID;
– Tenham explícito em sua missão o compromisso com o desenvolvimento de produtos ou serviços que resolvem problemas sociais e ambientais;
– Monitorem periodicamente indicadores econômico-financeiros de suas atividades;
– Tenham como principal atividade geradora de receita, ou potencial geradora, aquela que contribui para a solução de um problema social ou ambiental;
– Tenham finalizado o processo de incubação ou aceleração há no máximo 03 anos;
– Tenham pelo menos um dos sócios com dedicação integral ao negócio;
– Não tenham em seu quadro executivo ou em posição majoritária no seu quadro societário funcionários do ICE ou membros associados à organização, nem seus parentes em primeiro grau.

Os negócios de impactos serão avaliados e selecionados sempre em conjunto com suas aceleradoras e/ou incubadoras. Aquelas que não atenderem aos requisitos de elegibilidade serão desclassificadas, assim como as empresas que fazem parte do seu portfólio.

A chamada faz parte de um compromisso firmado em 2017 pelas duas instituições. A propostas é que elas possam contribuir para o fortalecimento do ecossistema de negócios sociais no país.

Confira aqui os demais critérios de seleção das aceleradoras e incubadoras.

Veja quem foi selecionado em 2017 (aceleradoras e negócios):

– Artemisia
Guten News: Plataforma digital que desenvolve e avalia as habilidades leitoras dos estudantes no ensino fundamental (veja matéria no Porvir)
MGOV: Produtos de comunicação e inteligência de dados, para comunicação entre beneficiários e implementadores de programas de impacto social.

– Dínamo
Programa vivenda: Reformas habitacionais de baixa complexidade e alto impacto social para a população de baixa renda.
Recicleiros: Promoção de ecossistemas integrados para gestão de resíduos sólidos.

– Quintessa
4YOU2: Rede de escolas de idiomas com professores estrangeiros voltada para o público das classes C, D e E.
TA NA HORA: Plataforma digital de engajamento para gestão de risco em saúde.

– Yunus Negócios Sociais Brasil
beone Technologies: Tecnologia de baixo custo, altamente efetiva e rápida para tratamento da maior causa de amputações do mundo hoje: pé diabético.

Redação Kaleydos

Assine nossa newsletter

Preencha os campos abaixo para receber nossa newsletter mensal.
E-mail *
Nome
Sobrenome
Organização
Cargo
*Campo obrigatório

Faça um comentário