Kaleydos

A Banca – Aceleradora de Negócios de Impacto da Periferia (ANIP): a “quebrada” como protagonista da transformação social (entrevista)

ANIP surgiu para que empreendedores da periferia estivessem à frente do desenvolvimento de ideias para transformar a sua realidade, explica DJ Bola

Não perca oportunidades para o seu negócio de impacto. Assine a nossa newsletter mensal e mantenha-se informado sobre tudo o que acontece no setor 2.5. Não se preocupe, também não gostamos de spam. :-)

A organização A Banca é um caso de destaque no meio do empreendedorismo social brasileiro. Surgida como um movimento juvenil em 1999, tornou-se pessoa jurídica em 2008, quando se posicionou como uma produtora cultural social de impacto, sediada no Jardim Ângela, na Zona Sul de São Paulo. Com base na cultura hip hop, desenvolve ações relacionadas à música e ao empreendedorismo juvenil nas “quebradas” para gerar transformação social.  Em 2018, com o apoio da Artemisia e da FGV/EAESP, criou a Aceleradora de Negócios de Impacto da Periferia (ANIP), que apoia outros negócios de impacto “da quebrada”, na periferia da cidade de São Paulo.

A principal figura por trás deste empreendimento é Marcelo Rocha, mais conhecido como DJ Bola. Em entrevista para a Kaleydos, explica a importância de colocar a periferia no protagonismo da transformação social na base da pirâmide. Ao mesmo tempo, destaca que é necessário estimular a cooperação entre atores de diferentes origens sociais.

Segundo DJ Bola:

“[Uma] motivação [para criar a ANIP] foi participar desse ecossistema de negócios de impacto durante 10 anos e perceber que pouco se tinha a quebrada como protagonista do desenvolvimento de alguma ideia. E isso de alguma forma eu entendo como fundamental e de extrema importância para que haja diversidade e compartilhamento de oportunidades que esse ecossistema vem proporcionando, tá ligado? Ter a quebrada participando desse processo de desenvolvimento é algo, além de inovador, necessário para que se faça diferente e dê oportunidade e traga mecanismos que fortaleçam o desenvolvimento de empreendedores que são e estão nas quebradas”.

“A intenção não é que a gente crie uma bolha, tá ligado? Que só a quebrada que vai fazer as coisas. A intenção é que a quebrada faça junto com quem tem a intenção de promover o bem-estar das pessoas, independente de qual região venha, de que condição social veio. A quebrada pode e deve estar no processo de desenvolvimento, junto, tá ligado?, colocando suas opiniões, sugestões, críticas, ideias.”

Assista abaixo a entrevista completa com DJ Bola. Após o vídeo, destacamos alguns dos pontos principais conversados com ele:

ANIP apoia empreendedores de impacto nas quebradas

Segundo DJ Bola, a necessidade de se criar a ANIP surgiu das demandas de outros empreendedores.

“Vários empreendedores das quebradas, fazedores de culturas, militantes, vinham perguntar perguntar pra A Banca como nós fazíamos a nossa gestão, fazia negócio, fazia as conexões, como a gente conseguiu sobreviver todo esse tempo sem participar de emendas políticas e conchavos que amarrem o desenvolvimento do negócio.”

Começaram em 2018 com um programa de aceleração para empreendedores de impacto social da zona sul da cidade de São Paulo. Agora em 2019, este programa será expandido para toda a periferia da cidade.

Na programação 2019 da organização, está previsto realizar:

  • Um Fórum de Negócios de Impacto Social, em parceria com a Artemisia e a FGV;
  • Encontros presenciais mensais, em diversos lugares da cidade, para fortalecer o conceito dos negócios de impacto nas quebradas;
  • Programa de aceleração com duração de oito meses, em que os empreendedores participarão de encontros presenciais e online. Serão 10 negócios selecionados, que receberão investimento de R$ 20 mil em cada um. O investimento é considerado importante para que o empreendedor possa se dedicar integralmente ao seu negócio.

O processo de seleção da ANIP começou em 5 de janeiro e vai até 24 de fevereiro. Interessados devem clicar aqui para saber mais.

Dicas para empreendedores da quebrada

Perguntado sobre que orientações daria a empreendedores de impacto da periferia, DJ Bola respondeu:

“Tenha foco, acorde cedo, trabalhe bastante, todos os dias. Dedique 100% do seu tempo pro seu sonho, pro seu negócio. Busque estratégias e ferramentas que possam deixar a sua base organizada. Ou seja, é importante ter um fluxo de caixa, uma planilha financeira com entrada e saída de dinheiro. É importante fazer conexões com outros parceiros, ninguém faz nada sozinho, tá ligado, mano? (…) Não seja centralista, não centralize as coisas só em você, procure pessoas que tenham o mesmo propósito, ou que tenha sonhos ligados a essa iniciativa, uma luz que possa realizar o sonho individual. Traga pessoas para a sua equipe, tá ligado? Traga pessoas para fazer esse sonho junto com você, tá ligado?”

Você pode ser parceiro ou investidor d´A Banca/ANIP

A organização busca sempre parceiros para potencializar as suas ações. Pessoas físicas, institutos e empresas podem ser investidores, parceiros estratégicos ou mentores no programa de aceleração da ANIP. Quem se interessar pode escrever para contato@abanca.com.br.

Redação Kaleydos

Faça um comentário