Kaleydos

Segunda geração de selecionados da Chamada ICE-BID oferecem soluções inovadoras em negócios de impacto

Do ICE

A Chamada ICE-BID 2018 surpreendeu pela alta qualidade dos inscritos e pela diversidade do grupo, com negócios nas áreas de educação, saúde, inclusão profissional, agricultura, administração pública etc.

Depois do pitch dos finalistas para o Comitê de Seleção da Chamada ICE-BID para apoio a negócios de impacto com financiamento semente, nove negócios foram escolhidos, num universo de 19 que chegaram a essa fase. Originalmente, foram recebidas 70 inscrições.

“Tivemos uma boa representatividade regional, mas ainda precisamos ampliar a presença das regiões Norte e Centro-Oeste. E também reforçar a representatividade de gênero: apenas 15% dos negócios têm mulheres como sócias-fundadoras”, avalia Fernanda Bombardi, gerente-executiva do ICE.

A próxima fase é o processo de construção, junto com esses empreendedores, dos indicadores econômicos, financeiros e de impacto, que terão acompanhamento a cada três meses. No processo, é identificado o tipo de suporte necessário para cada negócio, e a partir disso são feitos os encaminhamentos.

Os nove negócios selecionados receberão R$154.086,00 cada um, na forma de empréstimo, que deve ser quitado em até cinco anos – dois anos de carência e três anos para repagamento. Além disso, um grupo de investidores familiares articulado pelo ICE está pronto para avaliar os negócios aprovados na Chamada e então escolher aqueles em que pretendem co-investir e aportar recursos adicionais. Os negócios que receberão este recurso adicional serão selecionados pelas famílias e seus family offices nas próximas semanas, com suporte do ICE.

“Esperamos que esses negócios consigam se fortalecer com o recurso aportado, e que as soluções sejam desenvolvidas com escala para gerar cada vez mais impacto social”, diz Fernanda.

A chamada anterior, realizada em 2017, selecionou sete negócios. Com os novos negócios selecionados pela chamada de 2018, o portfólio ICE-BID somará 16 negócios de impacto socioambiental, totalizando um volume total de empréstimos de cerca de R$ 3  milhões. Os empreendimentos apoiados atuam nos setores de saúde, educação, habitação, tecnologia para governo, gestão de resíduos, desenvolvimento rural, redução de risco de desastres e inclusão financeira.

Conheça um pouco mais sobre os selecionados

Os selecionados já foram anunciados pelo ICE e foram apresentados por quatro incubadoras/aceleradoras: Artemisia, Din4mo, Porto Digital e Yunus Negócios Sociais. Um deles é o Sumá, uma plataforma que conecta agricultores familiares a grandes compradores de alimentos, como hotéis, restaurantes e cozinhas industriais.

O negócio atua em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, com uma base de 1.600 agricultores de dez cooperativas e cem compradores. Em um ano de operação, o negócio pulou de oito para 90 famílias. Há demandas para abrir outros núcleos, mas o grupo hoje não consegue atender. O capital semente ajudará a incrementar a equipe para escalar a solução, ampliar atuação na região Sul e depois chegar ao Sudeste.

Para entregar resultados precisos a quem precisa monitorar condições climáticas, a Pluvi.on, outro negócio selecionado, oferece soluções customizadas para agricultura, logística, engenharia, alertas para cidades a respeito de eventos climáticos extremos, dentre outras. O negócio inclui previsão do tempo em alta resolução, estações meteorológicas de baixo custo e painéis de controle com informações em tempo real. E tudo isso com tecnologia 100% nacional. Hoje a Pluvi.on conta com cerca de cinco clientes e aproximadamente 120 estações espalhadas nos estados de Minas Gerais, São Paulo, Bahia e Paraná.

Na área da saúde, o Pickcells traz uma solução que permite o diagnóstico automatizado e mais rápido e preciso de doenças infecciosas, em tempo real e com baixo custo. Já no campo da acessibilidade, a FoFuu une neurociência e fonoaudiologia em jogos educativos para estimular a fala e o desenvolvimento infantil. Por sua vez, a VerBem busca mudar a realidade de milhões de pessoas que não conseguem realizar atividades cotidianas por não terem condições financeiras para adquirir óculos.

Para solucionar problemas de administração, foram selecionados o Muove Brasil, que apoia as administrações públicas de municípios de pequeno e médio porte na melhoria da eficiência dos gastos públicos; e a SmartSíndico, que facilita a administração de condomínios de Habitação de Interesse social (CDHU, Cohab, Cingapura, Minha Casa Minha vida e outras), reduzindo inadimplência e melhorando a qualidade de vida.

O Redação Online é a primeira plataforma de correções de redação do Brasil, com um método inovador para avaliação das redações do ENEM, aperfeiçoando as notas do estudante que, pela ferramenta, tem o acompanhamento de especialistas. Fecha a lista o IOUU, que trabalha ampliando o acesso a crédito, fazendo a ponte entre pequenas empresas tomadoras de recursos e investidores em busca de oportunidades.

Redação Kaleydos

Assine nossa newsletter

Preencha os campos abaixo para receber nossa newsletter mensal.
E-mail *
Nome
Sobrenome
Organização
Cargo
*Campo obrigatório

1 comentário