Kaleydos
Thinkmilk

Thinkmilk: startup representará Brasil no SIA Summit 2017

Startup desenvolve solução para que pequenos produtores de leite atinjam padrões internacionais de qualidade

A Thinkmilk é uma startup suíço-brasileira que desenvolver dispositivos eletrônicos de baixo custo para análise de substâncias, traços de antibióticos e doenças no leite durante a ordenha, em tempo real. Dessa forma, previne epidemias e oferece ferramentas para que pequenos fazendeiros reduzam o desperdício de leite e atinjam padrões internacionais de qualidade.

Após ser incubada pelo Impact Hub Geneva, a empresa venceu o Social Impact Award e agora vai representar a Suíça e o Brasil na cerimônia de encerramento, o SIA Summit 2017. O evento acontecerá na Sérvia e 18 startups receberão prêmios em dinheiro para investir em seus projetos. O valor do prêmio é de 4.000 francos suíços (cerca de R$ 13.000,00), que deverão ser usados integralmente para custear o projeto. Com ele, os empreendedores pretendem finalizar o protótipo e levá-lo para apresentar a um grupo de investidores na Suíça em abril de 2018.

A importância da sua solução se torna clara neste post do fundador da Thinkmilk, em seu blog no Medium:

(…) Desde 2002, quando publicou a Instrução Normativa Nº 51 (e, anos depois, a Nº 62), o Governo Federal tenta definir critérios mínimos de qualidade do leite relativos à saúde das vacas, à higiene, à refrigeração e a resíduos de antibióticos. Esses limites fariam o leite brasileiro se tornar competitivo no exterior, aumentando as exportações de um país que é o 5º maior produtor de leite do mundo, com 23 milhões de vacas leiteiras, mas que exporta menos que países pequenos como a Malásia e a República Checa, importando 1 bilhão de litros por ano para suprir a demanda interna.

A fiscalização e o pagamento relativo à qualidade do leite levam fazendeiros a jogar fora milhões de litros de leite devido à mastite, uma doença que reduz a produtividade das vacas e torna o leite impróprio para consumo. Devido à falta de instrução e de tecnologia, os pequenos produtores não conseguem detectar o problema a tempo de isolar a vaca doente. Se o leite de uma vaca contaminar o caminhão da cooperativa que visita a fazenda diariamente para comprar o produto, o fazendeiro deve pagar o prejuízo e é interditado até que encontre a vaca doente e realize o tratamento com antibióticos.

(…)

Thinkmilk nasceu nesse contexto. Somos uma startup composta por estudantes e pesquisadores de universidades renomadas no Brasil e na Suíça, desenvolvendo um dispositivo de baixo custo, que pode ser usado manualmente ou conectado à máquina de ordenha, para aumentar a produtividade, detectar doenças e reduzir custos e o desperdício de leite por pequenos fazendeiros. Custando até 25 vezes menos que as soluções existentes no mercado, o aparelho coleta informações (teor de substâncias, células somáticas e rastros de antibióticos) de vacas individualmente, oferecendo vídeos educativos e suporte online ao produtor para que ele saiba como proceder. Além da economia nas fazendas, o sistema reduz custos de logística, transporte e análises laboratoriais nas cooperativas, permitindo que elas saibam a qualidade e a quantidade de leite produzido pelas fazendas cooperadas antes de comprá-lo.

Ajude a Thinkmilk!

Agora a equipe está levantando fundos para voltar à Europa e receber o prêmio. E você pode ajudar participando da campanha de crowdfunding realizada pela Benfeitoria. Clique aqui para ajudar: https://benfeitoria.com/thinkmilk.


Sobre a Kaleydos

Kaleydos é uma plataforma de investimento e desenvolvimento de soluções e negócios alinhados aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Apoiamos negócios inovadores em estágio inicial de maneira personalizada mesclando mentoria, capital semente e co-gestão. Somos uma iniciativa do Instituto Jatobás. Clique aqui para saber mais sobre nós.

Assine a nossa newsletter mensal.

Faça um comentário